É tudo uma questão de Mentalidade. Mas o que é mentalidade?

És tu, que pela tua livre vontade, podes escolher o teu próprio modelo e a forma de te realizares.

Do Livro Sobre a dignidade do Homem

Olá, queridos! Aqui estou novamente e hoje vamos falar sobre mentalidade.

Antes de começar o blog, pensei em inúmeros nichos para conversarmos, o meu objetivo sempre foi melhorar o estilo de vida das pessoas, então pensei em escrever sobre exercícios físicos, alimentação natural e balanceada, meditação e hábitos saudáveis em geral, mas quando comecei a estudar mais sobre a mente humana e ler alguns livros de filosofia, psicologia, espiritualidade, misticismo, etc, todos chegam a um ponto chave: O nosso Modelo Mental. Pois, depois que isso muda, tudo vai mudando naturalmente. E aí me dei conta de que, realmente primeiro mudei minha mentalidade e depois, fui adquirindo certos hábitos saudáveis. E isso que me levou a me dedicar a saber cada vez mais sobre o assunto e poder passar para todos que quiserem adquirir esse conhecimento.

Então vamos lá. Você sabe o que é mentalidade? Já havia escutado sobre isso antes?

Mentalidade é o mesmo que mindset, ou modelo mental. Mas o que vem a ser isso?

No reino animal é o sistema nervoso que estabelece a comunicação entre o organismo e seu meio e também entre as diversas partes internas desse mesmo organismo.

E é pelo cérebro, o órgão mais importante do sistema nervoso, que percebemos conscientemente estímulos ambientais que nos chegam pelos sentidos sensoriais, os processamos e elaboramos respostas adaptativas.

E o mais interessante: ele trabalha em silêncio – a maior parte de sua atividade ocorre fora de nossa consciência ou controle; percebemos seu produto, mas não seu trabalho.

A nossa mentalidade é construída a partir de ideias, crenças, valores, experiências que temos. Jung concluiu que todo julgamento de um homem é limitado pelo seu tipo de personalidade e que toda maneira de ver é relativa.

Mentalidade é como você interpreta o que chega para você através dos cinco sentidos de acordo com sua bagagem. Logo, eu vejo o mundo diferente de como você vê. Suas prioridades, atenção, compreensão, desejos, motivações são diferentes das minhas. Cada ser humano é único, isso é incrível!

A partir dessa sua percepção do mundo ao seu redor que você toma decisões e enfrenta as situações do cotidiano.

No livro “A Quinta Disciplina” Peter Senge diz que “modelos mentais são imagens, pressupostos e histórias que trazemos em nossas mentes acerca de nós mesmos, outras pessoas, instituições e todo aspecto do mundo […]”

Dado isso, já podemos então entender de o porquê que tudo é uma questão de mentalidade…

Podemos mudar nossa vida, se mudarmos nossa mentalidade.

No livro “A Verdade da Vida” vol 1, Masaharu Taniguchi aborda que “se trilharmos o verdadeiro caminho do progredir, através de uma postura mental, de palavras e de uma expressão fisionômica corretas, todos os problemas da vida, um por um, serão solucionados, pondo fim aos sofrimentos.”

Para ilustrar na prática, durante minhas andanças pude conversar desde moradores da rua até milionários e detectei padrões nessas pessoas.

Por exemplo, se você ouvir histórias de vida de moradores de rua, provavelmente tem algum evento trágico que o levou a chegar onde está, conclui-se que, insconscientemente essa pessoa se sente culpada e procura maneiras autodestrutivas para viver.

Seu modelo mental é baseado na culpa, não se sentem merecedoras de ter algo melhor. Pessoas mais jovens, geralmente são frutos de uma gravidez indesejada e não foram capazes de ‘tomar’ (vide constelações sistêmicas familiares por Bert Hellinger) a vida de seus progenitores, portanto não se sentem dignos de viver e, mais uma vez, o padrão de procurar maneiras autodestrutivas.

Lembrando que é tudo inconsciente. Óbvio que se você perguntar para uma pessoa se ela quer melhorar de vida, ela vai dizer que quer. Mas devido a certos fatos, seu modelo mental se consolidou e ela continua tomando ações no piloto automático.

Pessoas prósperas que tive contato, geralmente tem uma autoconfiança, convicção e fé inabaláveis. Elas simplesmente sabem que seus planos vão dar certo. São capazes de iniciar um projeto totalmente inovador, na maior confiança, pois são focados no resultado, não importa o problema que vier, eles vão resolver.

Eles veem problemas como desafios, oportunidades, se sentem maiores que seus problemas, a mente deles pode resolver qualquer coisa e então, eles vão solucionando as adversidades da vida e passando de fase. Possuem uma mentalidade de crescimento.

Pessoas ricas não fazem o que fazem porque tem dinheiro, elas têm dinheiro porque fazem o que fazem, ou seja devido a sua mentalidade.

Pessoas medianas, têm uma tendência a reclamar, elas adoram focar no problema e acabam deixando de lado a solução, sempre precisam achar um culpado, o governo, a família, o parceiro, a sociedade, mas ela nunca é a responsável.

A sua mentalidade é fixa, ou seja, elas acham que é isso que a vida tem para oferecer para elas e não tem o que fazer… o jeito é gastar energia reclamando, em vez de buscar soluções.

Inconscientemente estão estagnadas, são vítimas, como vítimas das circunstâncias não possuem o poder de mudar e, então resta ficarem paradas no mesmo lugar.

Claro, se perguntarmos se querem de fato uma vida melhor, podem até dizer que sim, mas já vem com uma desculpa a seguir como não tenho dinheiro, não tenho tempo, escolho mal meus relacionamentos.

Já notaram isso, né?

Quando o subconsciente tem que optar entre a lógica e as emoções profundamente enraizadas, as emoções quase sempre vencem, por isso as pessoas vivem a vida que vivem.

Sabem sobre o P>P>S>A = R ( Os Segredos da Mente Milionária)

A sua programação conduz aos seus pensamentos; os seus pensamentos conduzem aos seus sentimentos; os seus sentimentos conduzem às suas ações; as suas ações conduzem aos seus resultados.

Estão satisfeitos com sua mentalidade? Ou tem algo aí te incomodando que precisa ser melhorado? Estão felizes com o que fazem hoje? Ajudam as pessoas ao seu redor a serem melhores e mais felizes? Andam dispostos? Estão saudáveis? Estão prosperando?

Atividade Prática 1

Enumere cinco frases positivas que você fala para si mesmo todos os dias e cinco frases negativas.

Aqui já vão encontar um padrão sabotador.

Atividade Prática 2 – Passos para a mudança

CONSCIENTIZAÇÃO – Escreva as frases que você ouvia sobre o assunto, relativo ao seu padrão sabotador detectado, quando era criança.

ENTENDIMENTO – Escreva sobre como essas frases vêm afetando a sua vida até hoje.

DISSOCIAÇÃO – Você percebe que esses pensamentos representam apenas o seu aprendizado passado, que eles não são parte de você. Sim! Você pode mudar!

Gosto de dizer que no Jogo da Vida, podemos dar RESET e RESTART sempre que detectarmos padrões que estão nos impedindo de fluir.

Não adianta apenas limpar a mente de pensamentos negativos (reset), precisamos colocar novos pensamentos referentes aos padrões que queremos, por exemplo, positivos (restart).

Eu desejo que agora, toda vez que você falar algo negativo ao seu respeito, ou tomar uma ação ruim, se colocar em posição de vítima ou for reclamar sobre alguma coisa que dê um CLICK bem grande na sua mente e te faça parar para pensar e agir de uma maneira melhor.

Por hoje foi isso, um pouco sobre mentalidade, que é a base para a mudança de vida, temos muito mais a saber, vários nós a desatar ao longo dessa jornada. São inúmeras as informações guardadas na nossa bagagem (inconsciente) que devemos ir transformando. Em constante evolução seguimos…

Então, caros leitores, vamos expandir nossos horizontes! Nós podemos sim, ter uma vida maravilhosa, repleta de amor, alegria, harmonia, dignas de um Ser Divino e viver divinamente.

Lembrem-se sempre o mundo interior cria o mundo exterior.

De Essência para Essência,

Laudi Atman.

Caso queiram contribuir com o crescimento do blog e…

Se assim como eu, adoram viajar, tem descontinho em estadia pelo Airbnb AirbnbLaudi

Precisam de acessórios para realizarem seus sonhos, comprem na minha lojinha MagicVita

Se tiver algo que te interesse nos meus desapegos, garanta já no EnjoeiLaudi.

Muito obrigada!